Uncategorized

Recomeçar

Recomeçar;

Abrir os olhos nunca foi tão difícil. Acordar e pensar que começou um novo dia e com ele novas oportunidades – e novas experiências – não faz sentido. Não faz sentido mentir que está tudo bem quando na verdade a vontade é de sumir.

Se enganar. 

É o que fiz durante sete meses. Me enganei. Achei que estava tudo bem, abri os olhos e pensava que as oportunidades iriam acontecer. Hoje entendi que elas só acontecem se eu quiser, se eu permitir, se eu me deixar levar, sem medo.

A culpa não é minha, desde que me entendo por gente é assim: Acordo, aceito, finjo, suporto, me deixo levar pelo que os outros acham certo. Afinal, quem melhor que o mundo pra dizer o que é certo, né?

Não questionar.

É o que tenho feito desde 1994. Não questiono, não duvido, apenas aceito.

Aceito que a vida é feita de altos e baixos, que a felicidade é ter um amor, que o feminismo não existe, que o dinheiro é mais importante que os valores morais, que um corpo perfeito é aquele igual ao das modelos.

Mudar. 

É o que tenho escutado todos os dias. Nossa, como você mudou! E olha que ironia: tudo mudou. A vida mudou, as questões mudaram. Finalmente entendi que não, a felicidade não é ter um amor É SER O AMOR. Seu amor, o próprio. Único e que transborda, que mexe, que contagia, que te coloca em primeiro plano.

Recomeçar;

Transitivo direto; Começar de novo; retomar.

É o que estou fazendo hoje. É entender que tudo acontece por um motivo e juntar todas as peças e todo o conhecimento adquirido durante todos os processos para iniciar um novo. Não deixar a bagagem para trás mas sim usá-la da melhor forma possível.

Começando de novo. Retomando a vida com mudanças, questionamentos, sem me enganar.

Recomeçando.