[Resenha] Mate-me quando quiser

1

TÍTULO: Mate-me quando quiser  | AUTORA: Anita Deak | EDITORA: Gutenberg | PÁGINAS: 248

O que fazer quando você não aguenta mais o mundo, traições, amor e principalmente da sua mãe? Muitas pessoas vão falar para procurar um psicólogo ou relaxar porque a vida continua. Ao contrário disso, o livro mate-me quando quiser conta a história de uma mulher que tinha todos esses problemas e então, por falta de coragem para cometer um suicídio contrata o Soares, um matador de aluguel.

É claro que o que me chamou mais atenção foi o título do livro. Fiquei intrigada para tentar entender aquilo e acabei adquirindo uma certa expectativa. Quando comecei a leitura percebi que haviam outras coisas que me deixavam intrigada, como por exemplo o fato da autora não mencionar o nome dos personagens (sabemos apenas o nome do matador, Soares). Ela se direciona a cada um como Mulher, Homem, Loira e Morena. Assim que terminei de ler percebi que isso não faz diferença, você consegue entender toda a história e acaba fazendo você sair da sua zona de conforto para pensar um pouquinho. 4A história é narrada em Barcelona e começa com a Mulher contratando o matador e dando a ele um prazo de 4 meses para que ele pudesse mata-la. Eu sei, você está pensando que é um livro sobre como o matador achou a Mulher e como ele a matou. Uma coisa bem policial, né? ERRADO! Pelo contrário, é um livro com muitos questionamos e super dinâmico. 

Nas primeiras páginas, vemos a Mulher em um café observando o Homem. É claro que a curiosidade de saber quem era aquele homem e para onde ele estava indo foi maior. Então, assim que terminou de comer, se levantou e seguiu o Homem. Por causa da tal curiosidade acabou descobrindo que ele tinha duas mulheres, a Loira e a Morena. E que ambas tinham um filho e não sabiam da existência da outra há 7 anos.3A partir disso acompanhamos uma narrativa em terceira pessoa sobre esses cinco personagens. A autora nos mostra as características e cada personagem de acordo com o decorrer da história. Não é aquela coisa bem definida de jogar em um paragrafo todas as suas características. Temos que pensar e junta-las. Tudo muito peculiar mas de forma gostosa e prazerosa para a leitura.2Todo ser humano muda, 90% das vezes nossos planos não saem como o planejado. É como dizia Shakespeare: O destino embaralha as cartas, mas nós somos os que jogamos. Para saber qual foi o futuro da Mulher e o que te motivava a morrer, leiam o livro :’)

Você provavelmente irá gostar

Loading Facebook Comments ...

22 Comentários

  1. Puxaa,que bacana. Em primeiro lugar, amei a resenha que me prendeu até a última palavra e em segundo, que livro maravilhoso 😮 Tava mesmo interessada em apostar em um genero assim, adorei.

    http://www.iamcamilakellen.blogspot.com

    * Sempre que postar uma foto relacionada ao tema Voltas as Aulas, em qualquer rede social (Insta, Facebook…), use a hashtag #IamExpert. Dependendo do numero de imagens, vai ter um post exclusivo com todas elas e quem sabe, um concurso cultural. Espero por você!

  2. Ameeei esse lance dela não usar nomes! Que coisa genial! Da espaço pro leitor imaginar o que quiser! Pela sua resenha ~maravilhosa~ fiquei com muuuita vontade de ler esse livro! Fiquei loura pra saber o que acontece! Bjs Pri

  3. Adorei a dica do livro, Pri! Parece ser realmente muito legal. Eu também achei interessante o nome do livro, as vezes sou daquelas pessoas que adora o nome do livro, acha genial, mas nem sempre lê hahaha. Em compensação tem titulos e trechos que tenho vontade de tatuar pra guardar pra sempre.

    De qualquer forma, vou deixar anotado aqui o nome do livro! Tenho um monte pra lê e quando terminar, vou procurar compra-lo para ler!

    Beijo.

  4. Que história curiosa hahaha achei o verso da capa muito legal. Agora vou ter que ler de verdade, não só pra saber por que ela queria morrer, mas pra ter certeza que o cara matou ela. Vou ver se acho online pra ler no kindle 🙂 bj

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *